Você no Blog da Amazônia!

Aconteceu alguma coisa na sua comunidade? Chama a gente. Envie fotos, vídeos, sua denúncia, crítica ou sugestão.

Nosso Whatsapp: 92 99248-8080 Adiciona a gente aí!

Polícia faz operação em bairro de Manaus onde traficantes impediram agentes de saúde de aplicar vacinas contra sarampo

19/07/2018

Traficantes ameaçaram agentes em uma das áreas com maior número de casos da doença. Capital decretou emergência por conta de epidemia de sarampo.

polícia iniciou uma operação no bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste de Manaus, na manhã desta quinta-feira (19). No local, traficantes impediram agentes de saúde de fazer trabalho de imunização contra sarampodurante a noite anterior.

 

A capital do Amazonas, que está em situação de emergência, já registra mais de 400 casos de sarampo confirmados, desde março deste ano,além da morte de uma criança de sete meses. Desde o início desta semana, cerca de 900 agentes atuam nas ruas para aplicar doses de vacina.

 

Segundo a Prefeitura de Manaus, traficantes fecharam duas ruas e não deixaram os agentes de imunização seguirem com a varredura vacinal nas residências em uma das áreas com maior número de casos da doença. O trabalho terminou por volta das 19h dessa quarta-feira (18), uma hora antes do previsto. A Polícia Civil deve investigar o ocorrido.

 

A Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) informou que a Polícia Militar e policiais da Secretaria Executiva Adjunta de Operações foram ao bairro Jorge Teixeira, na área onde houve a informação das ameaças, para uma varredura ainda na noite de quarta-feira.

 

“Agentes de saúde que estavam no local não confirmaram o caso aos policiais militares. Somente após contato com a gerente do Distrito de Saúde é que houve a confirmação das denúncias, sem mais detalhes. Cabe ressaltar, ainda, que desde o início desta semana, o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), da SSP, está em contato com a Semsa para apoiar e oferecer segurança as equipes de imunização em um trabalho que envolve os comandos de policiamento militar de cada área da cidade”, informou em nota a SSP.

 

A Secretaria pede que a população colabore denunciando ações criminosas por meio do telefone 181. A denúncia é anônima, a ligação é gratuita e o atendimento funciona 24 horas por dia.

 

A operação iniciou com barreiras nas ruas. Motoristas são abordados e veículos vistoriados. A ação envolve policiais da Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop), grupo Fera, Força Tática, Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam), Comando de Operações Especiais (COE) e Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran).

 

O trabalho dos agentes de saúde no bairro Jorge Teixeira deve reiniciar na tarde desta quinta-feira.

 

Sarampo

 

O número de casos confirmados de sarampo em Manaus teve novo aumento, passando de 317 para 444, segundo boletim epidemiológico divulgado na tarde da segunda-feira (16) pela Secretaria Municipal de Saúde. Foram 127 novos casos no período de uma semana. A maioria é em crianças com idade entre um e cinco anos. Ao todo, 2.097 casos estão sob investigação. Uma criança morreu com a doença.

 

No início de julho, a Prefeitura de Manaus decretou situação de emergência e anunciou a intensificação da vacinação na capital. Casas, estabelecimentos comerciais e escolas passaram a receber visitas de agentes de saúde.

 

De acordo com a Prefeitura, 900 profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), divididos em equipes, atuam nas ruas para operacionalizar uma varredura vacinal. O trabalho é realizado diariamente durante seis semanas, das 15h às 20h. A ação emergencial iniciou na segunda-feira (16).

 

  • VACINA contra sarampo pode ser aplicada em adultos e crianças; entenda

  • CASOS de sarampo aumentam no país; veja sintomas e como se proteger

 

Além do reforço nas ruas, as doses continuam disponíveis para a população em 185 salas de vacinação localizadas em unidades de saúde.

 

Após ser decretada situação de emergência devido à epidemia de sarampo em Manaus, a cobertura de vacinação foi ampliada na capital. De acordo com a Fundação de Medicina Tropical, (FMT), até agora 85% da população já foi vacinada, mas a meta é chegar a 95%, o que corresponde a 27 mil pessoas.

 

Por isso, a desde segunda-feira (16), além das Unidades Básicas de Saúde (UBSs), as escolas estaduais começam a oferecer a vacina para os alunos e comunidade.

 

Campanha nas ruas

 

Após o decreto de emergência, no início de julho, a Prefeitura de Manaus anunciou a intensificação da vacinação na capital. Casas, estabelecimentos comerciais e escolas passaram a receber visitas de agentes de saúde.

 

De acordo com a Prefeitura, 900 profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), divididos em equipes, atuam nas ruas para operacionalizar uma varredura vacinal. O trabalho é realizado diariamente durante seis semanas, das 15h às 20h. A ação emergencial iniciou na segunda-feira (16).

 

Além do reforço nas ruas, as doses continuam disponíveis para a população em 185 salas de vacinação localizadas em unidades de saúde.

 

Após ser decretada situação de emergência devido à epidemia de sarampo em Manaus, a cobertura de vacinação foi ampliada na capital.

 

De acordo com a Fundação de Medicina Tropical, (FMT), até agora 85% da população já foi vacinada, mas a meta é chegar a 95%, o que corresponde a 27 mil pessoas. Por isso, a partir desta segunda-feira (16), além das Unidades Básicas de Saúde (UBSs), as escolas estaduais começam a oferecer a vacina para os alunos e comunidade.

G1

 

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Curtir
Please reload

DESTAQUES

Polícia Militar, por meio da Rocam, detém dois suspeitos por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas, na zona oeste

12/01/2020