Você no Blog da Amazônia!

Aconteceu alguma coisa na sua comunidade? Chama a gente. Envie fotos, vídeos, sua denúncia, crítica ou sugestão.

Nosso Whatsapp: 92 99248-8080 Adiciona a gente aí!

Projeto de Requalificação do Mindu entra em nova fase

28/02/2019

 

 

O Programa de Recuperação Ambiental e Requalificação Social e Urbanística do Igarapé do Mindu (Promindu) entrou em nova fase com a implantação das vigas metálicas que vão sustentar a ponte que passa sobre o Igarapé do Mindu. Esta é uma das cinco estruturas que serão implantadas desde a ponte do Sete 1 até a ponte Itaeté, no bairro Novo Aleixo, zona Norte, que compõe as obras do trecho Parque Linear 2, executadas pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf).

 

Com estrutura moderna e segura, a ponte do Sete 1 possui fundação em concreto e já recebeu dez das 15 vigas metálicas que darão sustentação à nova passagem viária. Na sequência, a estrutura recebe a instalação das chapas metálicas, a pré-laje e, posteriormente, será confeccionado o tabuleiro da ponte para, por fim, aplicar o pavimento.

 

Segundo a superintendente da Unidade Executora do Programa de Infraestrutura Urbana e Ambiental de Manaus (UEP), Maíza Guedes, o Parque Linear 2, que compreende o trecho da rua João Câmara até a rua Itaeté, já possui 800 metros de obra viária executada.

 

“Esse projeto já mudou a realidade por onde passou. Revitalizamos um trecho do igarapé, recuperamos o pavimento da ponte João Câmara, mudando a paisagem para melhor, com a execução do serviço de drenagem profunda e superficial, novo logradouro, recuperação do corredor ecológico e implantação da avenida Nathan Xavier de Albuquerque. E, mesmo no inverno, a obra aqui não para. Continuamos trabalhando na execução da rede de drenagem e a instalação das estruturas das pontes, que funcionarão como elemento de integração das margens do igarapé do Mindu”, explica Maíza.

 

Ainda segundo a superintendente, para que o projeto avance com novas frentes de obras, a UEP está acelerando as desapropriações das moradias ao longo de toda a área de intervenção do projeto. Ao todo, 1.500 moradias já foram desapropriadas da área que oferecia condições insalubres e mais famílias serão beneficiadas.

 

Paralelamente, as equipes dão continuidade à execução da drenagem profunda das vias, que já receberam lastro de concreto e pedra rachão, formando o berço para o sustento da tubulação. A estrutura vai impedir o desanelamento dos tubos, garantindo a durabilidade da estrutura do pavimento.

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Curtir
Please reload

DESTAQUES

Polícia Militar, por meio da Rocam, detém dois suspeitos por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas, na zona oeste

12/01/2020

1/10
Please reload

POSTS RECENTES