Críticas, sugestões de pauta e parceria comercial: 
Whatsapp: 92 3667-4126 / 99248-8080​
Ou via e-mail: mail@blogdaamazonia.com
  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Twitter
  • Preto Ícone YouTube
  • Preto Ícone Flickr
  • Preto Ícone SoundCloud
Copyright © 2017-2020. AMAZÔNIA COMUNICAÇÃO E EVENTOS LTDA. - Todos os direitos reservados.
CNPJ (MF) 28.140.273/0001-50

Você no Blog da Amazônia!

Aconteceu alguma coisa na sua comunidade? Chama a gente. Envie fotos, vídeos, sua denúncia, crítica ou sugestão.

Nosso Whatsapp: 92 99248-8080 Adiciona a gente aí!

Centro de reabilitação da Susam entrega 80 pares de calçados adaptáveis

10/04/2019

 

]O Centro de Reabilitação Colônia Antônio Aleixo, unidade vinculada à Secretaria de Estado de Saúde (Susam), entregou, nesta quarta-feira (10/04), 80 pares de calçados ortopédicos adaptáveis, além de órteses e próteses para pacientes atendidos pelo serviço, como pessoas vitimadas pela hanseníase e as que fazem tratamento do pé diabético.

 

Um dos beneficiados pelo serviço é o agricultou Santos de Souza Xavier. Ele conta que estava há 18 meses usando cadeira de rodas porque não tinha condições de obter uma prótese. Santos teve que amputar a perna após sofrer uma picada de cobra.

 

“Minha prótese quebrou e desde então eu precisei ficar na cadeira de rodas para me locomover. Agora, com a nova perna, vou ter mais liberdade e não vou precisar mais ocupar tanto os meus filhos”, disse o agricultor.

 

O diretor da policlínica, José César de Carvalho, explica que essas são as primeiras próteses entregues neste ano.

 

Os primeiros beneficiados são pacientes da unidade que realizam tratamento de feridas crônicas.

 

“Desde 2010 implantamos aqui na policlínica uma sala de curativos para atender esses pacientes, que precisam de cuidados diários dos ferimentos provocados seja pela hanseníase ou pelo pé diabético”, disse o diretor.

 

A secretária Executiva Adjunta de Atenção Especializada da Capital, da Susam, Dayana Mejia, acompanhou a entrega. Ela disse que a ação representa um novo momento da pasta, que é o de trabalhar para garantir que a população tenha acesso ao SUS na sua integralidade.

“Essa gestão entende que o controle social e o acompanhamento intensivo de todo o processo de integralidade do SUS no cumprimento da assistência, é primordial para a população, então é uma prioridade nossa estar perto dos usuários”, declarou a secretária.

 

A seleção dos beneficiados com a doação foi feita por meio de cadastro na unidade e conforme a necessidade de cada paciente, após avaliação da enfermagem e do serviço social. Até setembro, serão entregues 180 pares de calçados adaptáveis.

 

Os calçados possuem dois tipos de modelos (fechado e aberto) e foram adquiridos por meio de licitação. À medida que o fornecedor realiza a entrega para a unidade, os calçados são encaminhados à oficina do Centro de Reabilitação para adaptação de acordo com as medidas de cada paciente.

 

Moradores assistidos – O bairro Colônia Antônio Aleixo, na zona leste de Manaus, foi instalado nos anos 40, para abrigar portadores de hanseníase e atualmente o local possui quase 19 mil habitantes e aproximadamente 510 moradores se tratam de hanseníase nas unidades de saúde do bairro.

 

O tratamento é realizado em três Unidades Básicas de Saúde (UBS), uma casa de Saúde da Família, o Hospital Geral Dr. Geraldo da Rocha, o Serviço de Pronto Atendimento (SPA), o Hospital e Maternidade Chapot Prevost e a Policlínica Antônio Aleixo, onde funciona o Centro de Reabilitação, o Centro de Apoio às Crianças com Microcefalia e a Oficina Ortopédica Fixa (OOF), que é referência no na confecção de órteses, próteses, palmilhas, adaptação de cadeiras de rodas e outros mecanismos auxiliares de locomoção e sustentação para pessoas com alguma deficiência.

 

Na policlínica Antônio Aleixo funciona também a sala de curativos, que atende pacientes com feridas crônicas, vitimadas com hanseníase ou pelo pé diabético. Semanalmente, cerca de 60 pacientes recebem curativos na unidade, sendo em sua maioria pessoas que possuem hanseníase.

 

O fisioterapeuta Ronaldo Brás Augusto foi um dos idealizadores da Oficina Ortopédica Fixa. Ele explica que a adaptação dos calçados e cadeiras faz parte da reabilitação dos pacientes.

 

“Quando o paciente chega ao Centro, ele passa por uma avaliação para saber qual a necessidade dele, se é calçado, órtese, prótese, cadeira de rodas ou palmilhas. Com a oficina ortopédica, podemos fazer todo o processo de receber o paciente, analisar as condições e as necessidades dele, adaptar o equipamento para ele, fazer o trabalho com a fisioterapia e assim que ele estiver pronto, pode receber alta”, explica Ronaldo.

 

FOTOS: ROBERTO CARLOS MENDES NOVO/SECOM

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Curtir
Please reload

DESTAQUES

Polícia Militar, por meio da Rocam, detém dois suspeitos por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas, na zona oeste

12/01/2020

1/10
Please reload

POSTS RECENTES