Você no Blog da Amazônia!

Aconteceu alguma coisa na sua comunidade? Chama a gente. Envie fotos, vídeos, sua denúncia, crítica ou sugestão.

Nosso Whatsapp: 92 99248-8080 Adiciona a gente aí!

OPERAÇÃO VERTEX CUMPRE MANDADOS NO CONDOMÍNIO EPHIGÊNIO SALES, NO V8

19/07/2019

 

Por volta de 7h45, viaturas da Polícia Federal deixavam o condomínio Ephigênio Sales.

Causou desconfiança aos repórteres que cobriam a operação, do lado de fora do residencial, a saída com o comboio de viaturas a presença de uma picape S10. Quem dirigia o carro seria um policial federal. A película 100% nos vidros não permitiu ver quem seriam os ocupantes desse veículo, levado para a sede da superintendência da PF.

Ainda sem confirmação oficial, fonte do BNC Amazonas informou que a ex-primeira-dama Nejmi Aziz estava nesse veículo. Ela estaria sendo conduzida para prestar esclarecimentos à operação.

 
Atualização às 7h25_Informações da Polícia Federal

A Polícia Federal no Amazonas deflagrou na manhã de hoje, dia 19, a operação Vertex, nova fase da operação Maus Caminhos, que investiga a prática de crimes de corrupção passiva, lavagem de capitais e pertinência a organização criminosa.

 

A investigação foi desmembrada da operação Maus Caminhos pelo Supremo Tribunal Federal(STF), em razão dos indícios detectados de recebimentos de vantagens indevidas por um ex-governador, que por exercer o cargo de senador, poderia ter direito a foro privilegiado no STF.

 

Em razão do entendimento do Supremo de que foro por prerrogativa de função conferido aos deputados federais e senadores se aplica apenas a crimes cometidos no exercício do cargo e em razão das funções a ele relacionadas, o ministro Dias Toffoli determinou a remessa da investigação ao juízo de 1ª instância, sendo que em janeiro de 2019 a investigação foi retomada.

 

Segundo a Polícia Federal, entre as vantagens indevidas suspeitas teria havido entregas de dinheiro em espécie ou por meio de negócios simulados ou superfaturados, a fim de ocultar a entrega de dinheiro dissimulado por meio de contratos de aluguel e de compra e venda.

 

A investigação está diretamente relacionada com as outras fases da operação Maus Caminhos, sendo elas as operações Custo Político, Estado de Emergência e Cashback.

 

O nome da operação policial de hoje, Vertex, é sinônimo da palavra vértice e significa o ponto mais alto, o ápice, correspondendo ao alcance da investigação, que reuniu indícios robustos da prática de crimes pelo governador à época da criação da organização criminosa formada em torno do Instituto Novos Caminhos.

 

Estão sendo cumpridos 9 mandados de prisão temporária, 15 mandados de busca e apreensão, 18 mandados de bloqueios de contas de pessoas físicas e jurídicas (aproximadamente 92,5 milhões de reais), 7 mandados de sequestro de bens móveis e imóveis, expedidos pela Justiça Federal, que, após parecer do Ministério Público Federal, deferiu representação do delegado de Polícia Federal que preside a investigação.

 

A operação é executada pela Polícia Federal nos estados do Amazonas, Brasília e São Paulo.

 

No Ephigênio Sales

Agentes da Polícia Federal amanheceram hoje, dia 19, nas ruas de Manaus. As informações iniciais são de que cumprem mandados judiciais em nova fase da operação Maus Caminhos.

Essa operação detonou um esquema de desvio de recursos da saúde do Amazonas. As investigações levaram à prisão do ex-governador José Melo, sua esposa, ex-secretários do governo, empresários e outras pessoas.

 

Segundo informação não oficial, um dos alvos da operação são moradores do condomínio Ephigênio Sales, na avenida de mesmo nome, mais conhecida como V8, na zona centro-sul da capital.

Igualmente sem confirmação é que a residência nesse condomínio da ex-candidata a deputada estadual nas eleições de 2018 e ex-primeira-dama do Amazonas Nejmi Aziz seria um dos alvos dos mandados.

 

 

 

 

 

 

 

 

 Com informações BNC

 

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Curtir
Please reload

DESTAQUES

Polícia Militar, por meio da Rocam, detém dois suspeitos por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas, na zona oeste

12/01/2020

1/10