Críticas, sugestões de pauta e parceria comercial: 
Whatsapp: 92 3667-4126 / 99248-8080​
Ou via e-mail: mail@blogdaamazonia.com
  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Twitter
  • Preto Ícone YouTube
  • Preto Ícone Flickr
  • Preto Ícone SoundCloud
Copyright © 2017-2020. AMAZÔNIA COMUNICAÇÃO E EVENTOS LTDA. - Todos os direitos reservados.
CNPJ (MF) 28.140.273/0001-50

Você no Blog da Amazônia!

Aconteceu alguma coisa na sua comunidade? Chama a gente. Envie fotos, vídeos, sua denúncia, crítica ou sugestão.

Nosso Whatsapp: 92 99248-8080 Adiciona a gente aí!

Pente-fino da Amazonprev cancela pagamentos de benefícios e economiza mais de R$ 4 milhões

07/08/2019

 

Com base nos registros da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) e do Sistema de Controle de Óbitos (Sisobi), a Fundação Amazonprev cancelou, nos meses de junho e julho, pelo menos 75 benefícios. O principal motivo detectado pelos analistas da instituição foram os pagamentos pós-morte. A economia para os cofres públicos estimada com a medida é de R$ 320 mil mensais e, em um ano, mais de R$ 4 milhões.

Para chegar a esses segurados, cujos óbitos ainda não haviam sido comunicados à Amazonprev, o órgão se antecipou e cruzou os dados de sua folha de pagamento com as informações obtidas, principalmente da FVS, que consulta os registros de mortes em hospitais e cartórios da capital e interior, além do Sisobi, fornecido pela Secretaria Nacional de Previdência. Após essa análise, o próximo passo foi o imediato corte dos pagamentos aos antigos beneficiários.

O pente-fino, conforme o presidente da instituição, André Luiz Zogahib, foi adotado logo após o início das atividades da nova gestão, em janeiro, quando pediu a instalação de uma auditoria interna para apurar possíveis irregularidades em processos previdenciários.

“Obtivemos, assim, uma enorme economia de recursos pagos, graças às ações concretas e efetivas, visando, principalmente, seguir os critérios da plataforma de trabalho do Governo do Estado que é, entre tantas outras, cortar gastos e economizar”, pontua Zogahib.

Em junho, por exemplo, os analistas da Amazonprev identificaram que 38 óbitos haviam sido contabilizados pelo Sisobi. Além de suspensão automática dos vencimentos, com a medida deixaram de ser pagos R$ 87 mil ao mês, com projeção de R$ 1,2 milhões ao ano. Em julho, pelo menos 37 foram retirados de folha, evitando-se um desembolso de R$ 235 mil e promovendo economia de mais de R$ 3 milhões/ano.

Registros – Mensalmente, a Gerência de Previdência da Amazonprev atualiza o sistema de dados dos seus beneficiários por meio de recadastramento, na data de aniversário do segurado, ou, em casos de mortes, via registros de cartórios, veiculação de obituários em jornais e comunicado dos próprios parentes dos falecidos ao atendimento da instituição.

“Mas, às vezes, o óbito não tem o registro de imediato, então nossos analistas cruzam dados, interagem com outros órgãos e antecipam o cancelamento de pagamentos”, detalha Zogahib. 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Curtir
Please reload

DESTAQUES

Polícia Militar, por meio da Rocam, detém dois suspeitos por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas, na zona oeste

12/01/2020

1/10
Please reload

POSTS RECENTES