Críticas, sugestões de pauta e parceria comercial: 
Whatsapp: 92 3667-4126 / 99248-8080​
Ou via e-mail: mail@blogdaamazonia.com
  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Twitter
  • Preto Ícone YouTube
  • Preto Ícone Flickr
  • Preto Ícone SoundCloud
Copyright © 2017-2020. AMAZÔNIA COMUNICAÇÃO E EVENTOS LTDA. - Todos os direitos reservados.
CNPJ (MF) 28.140.273/0001-50

Você no Blog da Amazônia!

Aconteceu alguma coisa na sua comunidade? Chama a gente. Envie fotos, vídeos, sua denúncia, crítica ou sugestão.

Nosso Whatsapp: 92 99248-8080 Adiciona a gente aí!

Seap realiza encerramento do curso de Eletricista Predial no Ipat

23/12/2019

 

 

Internos do Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat), localizado no Km 08 da BR-174 (Manaus-Boa Vista), participaram do encerramento do curso de Eletricista Predial nesta sexta-feira (20/12). A atividade é incentivada pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e pela empresa cogestora da unidade, Umanizzare Gestão Prisional, por meio do projeto do Núcleo de Aprendizado Profissional (NAP).

 

Quinze internos foram formados como eletricistas. O curso profissionalizante, que teve carga horária de 160 horas com entrega de certificados, faz parte dos projetos de ressocialização que capacitam os internos para trabalharem após o cumprimento de suas penas. Após o curso, os reeducandos estão aptos a cumprir a função dentro da unidade.

 

Segundo o diretor do Ipat, Erivan Miller, “o curso é de grande importância não somente na aprendizagem, mas também como ferramenta de ressocialização, pois os reeducandos percebem que existe a real oportunidade de mudança de vida, com a possibilidade de entrar para o mercado de trabalho,  em uma área que carece de mão de obra especializada, que é a construção civil”, comentou.

 

O curso habilita para diversas atividades relacionadas a instalações residenciais e comerciais, como fiação, cabeamento, instalação de quadros elétricos ou caixa de energia e iluminação, entre outras.

 

Remição – Os internos que passarem pelos cursos poderão exercer o ofício nos presídios por meio do projeto de remição da pena pelo trabalho não remunerado, conforme a Lei de Execução Penal (LEP) prevê, utilizando da mão de obra dos reeducandos para a reforma e manutenção da unidade. Com a atividade laborativa, o preso resgata parte da condenação, diminuindo seu tempo de duração. Para cada três dias trabalhados, o preso tem direito à diminuição de um dia na pena.

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Curtir
Please reload

DESTAQUES

Polícia Militar, por meio da Rocam, detém dois suspeitos por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas, na zona oeste

12/01/2020

1/10
Please reload

POSTS RECENTES